É comum entre as famílias é a ausencia de uma pessoa totalmente disponível para cuidar deste ente querido, pois a maioria trabalha e já tem seu dia cronometrado. Mesmo nas famílias onde há uma pessoa disponível, percebe-se que, em muitas vezes, este encontra-se sobrecarregado e esgotado pois o ato de cuidar de um idoso requer esforços demasiadamente grandes para uma só pessoa.

     A sociedade brasileira passa por uma reestruturação em diversos aspectos. As evoluções no aspecto sanitário, médico e nutricional permitiram um aumento na expectativa de vida dos brasileiros.

     Infelizmente, este aumento na longevidade trouxe consigo alguns problemas que até há pouco tempo não eram tão comuns. Dentre eles destacam-se as doenças neurodegenerativas e alterações mentais relacionadas ao processo da senilidade.

     Existem muitas pesquisas na área médica que já demonstram as consequências do excesso de tarefas na saúde do cuidador. Além de doenças relacionadas ao estresse e sobrecarga de trabalho, pode também ocorrer mudanças negativas nas relações familiares e conjugais pois aquele cuidador raramente consegue fazer algo a mais além do árduo trabalho de cuidar de um idoso.

     Mesmo diante desta realidade observa-se que ainda há muito preconceito na hora de decidir internar seu ente querido, aquela pessoa que tanto te cuidou e zelou, em uma instituição.

Aqui você conhece nossa história e como tudo começou.

Casa de Repouso Sol Nascente

“Desde a época da faculdade sempre gostei mais de trabalhar com velhinhos. Meu pai desenhou toda essa estrutura. Enquanto construímos fiz uma pós na área de Gerontologia. Não oferecemos apenas o cuidado físico, mas também a parte emocional. Nós somos a família deles”, relatou Dhiene, que juntamente com a mãe, Silvia Galdino Ono, administra e presta atendimento à Casa de Repouso.

 

O tema é de grande interesse e especial relevância. Diante do envelhecimento da população do país, é fundamental debater e buscar qualidade de vida durante a terceira idade.


Grande parte dos pacientes fez da Casa de Repouso Sol Nascente seu lar, porém, há a opção de estadia especial para finais de semana, curtos períodos e dias isolados. Familiares podem fazer visitas constantes, nos horários pré-determinados, e participar de atividades.

 

“A velhice deve ser um projeto de vida dotado de sentido, uma realização da dignidade humana. O cuidado com os idosos não deve ser visto como uma simples sobrevivência. É necessário oferecer amor incondicional, atenção individualizada, carinho, segurança, respeitando o idoso de acordo com suas limitações”

 

     É focando no bem estar é que a Casa de Repouso Sol Nascente se tornou referência em hospedagem e atendimento a pessoas idosas. O local conta com uma excelente estrutura adaptada, profissionais capacitados e serviços especializados para quem necessita de mais atenção e cuidados especiais.

 

     Fundar o lugar foi uma idéia que surgiu entre os irmãos Dhiene Mara Ono Danziger e Marcelo Takeshi Ono – enfermeira e médico, respectivamente – que tinham o anseio de oferecer um lar para os idosos que não têm onde ficar ou que requerem atendimento que não é recebido em hospitais.

O início
Institucional

     Este preconceito, em parte, pode ser explicado pela associação com os “asilos”. Muitos realmente se pareciam mais com “depósitos de pessoas” do que uma instituição de cuidados.

Sendo assim, culpa, remorso e outros sentimentos negativos ainda estão invariavelmente relacionados a decisão de internar um ente querido em uma casa de idosos.

     Sabendo de todo este contexto e de todas as necessidades desta nova sociedade, o projeto da cada de repouso Sol Nascente, visa acolher o idoso com necessidades especiais da maneira mais PESSOAL  e FAMILIAR possível. Aliás, é uma empresa familiar e, na imensa maioria das vezes, um dos donos estará no estabelecimento.

     Para isto, contamos com equipe de enfermagem treinada, assistência médica especializada (geriatra) e muita dedicação. Contamos também com amplo e flexível horário de visitas e encorajamos as saídas com a família para almoços e confraternizações familiares.

Além do cuidado ao corpo, percebemos os benefĩcios dos cuidados da alma. Sendo assim, missas e orações são realizadas com frequência.  

     O ser humano é imperfeito por natureza e, obviamente, não conseguimos oferecer um trabalho perfeito. No entanto, o esforço para conseguir o melhor trabalho é a nossa meta.